A Corte Animal lançará um single por mês

A banda Corte Animal, de São José dos Campos, vai lançar um single por mês. Sem álbum, apenas uma música por mês, até o final do ano. Nessa pegada, a banda já lançou “Corais Na Calçada (Vista Bárbara)”, canção que demonstra extremo crescimento musical, além de estratégico no esquema de lançamento.

” A escolha por esse tipo de estratégia, foi justamente para manter o nome da banda sempre em alta. Percebemos que com o fluxo intenso de informações que o mundo hoje carrega, um álbum não causa tanto impacto quanto uma grande novidade mensal. É com esse intuito que lançaremos um novo single por mês, deixando sempre um gostinho de quero mais em quem curte e nos acompanha”, explica o vocalista James Fabrício.

A Corte deve lançar até 7 músicas até o final do ano. O próximo lançamento, que sai no dia 17 de julho, será da música “De Brasília, Com Amor”.

“Corais na Calçada (Vista Bárbara)” foi apresentada pela primeira vez no Demofest, festival estudantil que aconteceu em São José no ano passado. Desde então, a música, que foi uma das primeiras compostas pela banda, ganhou uma nova sonoridade com sua gravação em estúdio, com a produção de Izzy Castro, do projeto Twin Pumpkin.

“Sendo uma das primeiras músicas, antigamente ela era apenas orgânica e simples. Com o passar do tempo e com novas influências na bagagem, novas nuances foram adicionadas à música a tornando maior. Mudanças na letra, na métrica e a adição de outros instrumentos e detalhes fizeram toda diferença”, completa James.


De acordo com o vocalista, “Corais na Calçada” descreve uma análise particular, solitária e sutil. “Vaga pela idealização de uma imagem, tanto inferior quanto exterior, no seu próprio ponto de vista. ‘A Vista Bárbara’ faz alusão ao encontro da sua própria beleza particular, que por vezes pode ser perdida nos nevoeiros externos da depressão e outros sintomas contemporâneos”, finaliza o músico.


NEO TAPES – Terno Rei

O primeiro episódio de NEO TAPES registrou um pouco do que rolou no show da banda paulistana Terno Rei, que aconteceu no último sábado em São José dos Campos. Confira o vídeo e a resenha sobre a apresentação:

Apesar de terem a modernidade e vanguarda de São Paulo, capital, a sensibilidade do Terno Rei é quase que provinciana. De uma simpatia tremenda nos palcos e fora deles, a banda se apresentou em São José dos Campos no último sábado.

Não era de se estranhar que Ale, vocalista da banda, conhecesse bem a terra dos campos. Criado na cidade até a pré-adolescência, ele cultiva lembranças de jogar bola com amigos no campinho, do primário até o ginásio. Ele diz que é um pouco estranho ver a cidade novamente, crescida do jeito que está, mas assim que os primeiros acordes de Yoko ressoaram, um enorme calor abraçou a banda de canto a canto no Hocus Pocus.

E o show soou quase como um estúdio. Impecável em sua mixagem, lançado em 2019, o disco impressionou muito pela sua qualidade técnica e pela nova roupagem pop do grupo. Mesmo que sem muita improvisação, o Terno Rei quis que Violeta soasse fiel às gravações quando reproduzido no palco, fazendo jus a um ótimo trabalho de um álbum que já é considerado clássico.

Foi assim que cada letra do álbum soou em coro no show do Terno Rei. Um verdadeiro karaoke, das músicas dos álbuns anteriores até o sucesso de Violeta. O público já cativo, com certeza se deleitou com a naturalidade da banda em tocar de maneira cirúrgica, sem perder a conexão com a audiência.